O militarismo no Peru

14 mar

No Peru o militarismo teve características bastante peculiares: Assumindo o poder em 1968, o general Juan Velasco Alvarado deu início a uma política caracterizada por um discurso nacionalista e anti imperialista e colocou e marcha a reforma agrária, garantindo a uma parcela dos camponeses o acesso a terra, reivindicação secular da sociedade rural, reformou a legislação social criando condições para a elevação do nível de consumo do país, fato que interessou tanto a burguesia internacional como à incipiente burguesia nacional.
O governo militar ( 1968-75) foi responsável por importantes mudanças, eliminando o poder das oligarquias, transferiu a hegemonia econômica para a burguesia; a sindicalização aumentou, assim como a participação do Estado na economia
No entanto a repressão interna e a crise internacional determinaram o fim do Peruanismo e o regresso de uma política conservadora, pautada pelos interesses internacionais ditados pelo FMI, fato que foi responsável por violenta crise, caracterizada pelo desemprego e miséria. É nesse novo quadro que surgiram os movimentos guerrilheiros do Sendero Luminoso (1980) de tendência Maoísta e o Movimento Revolucionário Tupac Amaru (1984).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: